1. Compartilhando a Irmã


    Encontro: 16/06/2017, Categorias: Incesto, Autor: jobileu2015, Fonte: ContoEroticoComBr

    Meu amigo tinha uma irmã muito gostosa. Eu era pirado naquele rabo. Certo dia fui a casa dele pra jogar papo pro alto. Quando cheguei no ap ela abre a porta, de shortinho com um camisa sem sutiã. Aqueles peitinhos apontados pra mim pedindo pra serem chupados. – Seu irmão está? – – Não, saiu agora a pouco. Quer esperar?- – Pode ser – Entrei e fiquei no sofá. Ela sentou do meu lado e ligou a tv. – Quer assistir algo? – – Não!- – Devíamos fazer algo. – – O que propõem? – – Não sei. Podemos fazer alguma brincadeira. – – Tipo? – Ela pós a mão em meu pau. – Não? – Perguntei espantando. – Você não quer? – Perguntou com cara de safada. Abriu o zíper e sem demora caiu de boca. Eu soltei um gemido e me contorci. Ela chupava com uma vontade. Aí o irmão dela abre a porta. -Opaaa, que isso aqui!- Eu me levantei e guardei o pau ela começou a rir. -Começamos sem você, irmão. – -Que sacanagem, nem pra mim esperar, que amigo é esse..? – Perguntou se dirigindo a mim. Ele foi despindo, e a irmã começou a chupar ele. Eu fiquei paralisado -Vai ficar aí olhando? Me dá esse pau deixa eu continuar – Ela disse a mim. – Vem cara, ela é putinha. Rebola gostoso – Falou meu amigo. Eu tirei meu pau pra fora e coloquei na boca dela. Ela me chupava e chupava ele. Depois ele começou a tirar a roupa eu o mesmo fiz. Sentei no sofá já pelado e ela montou em cima e começou a rebolar eu peguei em seus ... peitos e comecei a chupar. Que buceta quentinha. Meu pau vibrou de tanto tesão. – Jesus mano, bem que você disse. Que buceta é essa! Ela rebola igual uma profissional. – Falei dirigindo-me ao meu amigo. Ele foi foi em uma gaveta pegou lubrificante passou no pau e disse: – Preparada irmãzinha, pra receber dois cacete de um vez – Disse rindo. – Ainn vem com calma irmãozinho – Pediu gemendo. Ele meteu sem pena, ela gritou e se jogou contra mim esfregando na minha cara aqueles peitos deliciosos. Enquanto ele ficava no vai e vem eu chupava o peito dela. Pedi pra comer o cuzinho dela é ele disse: – Não perde tempo, hein?! – Todos rimos ele se deitou no chão ela foi por cima dele é eu meti naquela bunda branca. Segurei no cabelo dela é ele começou a chupar seu pescoço e a beija-la. -Que delíciaaa, vai meteee, meteee. – Implorou, quase gritando. Nos levantamos e gozamos os dois na cara dela. Ela limpou nossos paus com a língua e eu quis retribuir com mais umas chupadas nela. Meu amigo foi pro banho. Alguns minutos depois meu pau já está voltando a dar sinal de vida e eu fiz questão de comer mais uma vez aquela buceta, mas dessa vez sozinho. Comi ela no sofá com as pernas toda aberta deixando sua buceta bem visível. Queria poder ver trabalho. Mais algumas socadas voltei a gozar. Então nos arrumamos. – Quando quiser comer é só aparece – Disse meu amigo. – Todo dia to aqui – Respondi
«1»