1. A Patroa Parte I


    Encontro: 16/06/2017, Categorias: Lésbicas, Autor: Debbyangell, Fonte: ContoEroticoComBr

    Olá,Me chamo Amanda(Fictício),tenho 35 anos,1,60 de altura,60 kg,olhos castanhos esverdeados,cabelos cacheados,bumbum médio,peitos médios e durinho e sou bucetuda. Eu estava numa fase difícil na minha vida,não conseguia arruma emprego nenhum,estava eu um belo dia olhando o jornal amarelinho e vi um anúncio dizendo que precisava-se de uma ajudante do lar,não era a minha área mãos como as coisas estavam difícil resolvi tentar,liguei para o número do anúncio e marquei uma entrevista. Chegou no dia da entrevista me arrumei para ter uma boa impressão e fui. Chegando lá encontrei uma coroa. Carmem era uma mulher com 56 anos,viúva,com olhos azuis,cabelos loiros,com 1,75 de altura,pesava 82 kilos e fazia yoga,pilates e musculação, ela era médica ginecologista. Então cheguei na hora marcada na casa dela,uma mansão em Alphaville,me encantei por ela(detalhe eu não sou lesbica,nunca havia translado com mulheres antes),contei minha trajetória profissional,disse a verdade que nunca havia trabalhado em casa de família,mais.mesmo assim ela me disse que me ligaria para me dar uma posição se eu iria ficar para trabalhar ou não.Passou-se 3 dias ela me liga pra avisar que eu poderia ir assinar o contrato de emprego,na casa trabalhava eu,e mais duas pessoas,Dona Maria era a diarista só ia uma vez por semana,e António era o cozinheiro estava dia sim e dia não por lá,eu dormia no emprego,a folga era combinada com ela,Dona Carmem era de Boa,não era exigente,trabalhava o dia todo,eu já estava ... trabalhando com ela já fazia 6 meses,eu comecei a ter uma caso com António,um belo dia antes de ele ir embora eu dei pra ele na garagem,mal sabia eu que na casa toda havia câmeras escondidas,de vez em qd eu pegava Dona Carmem me olhando e sempre olhando pra minha buceta,mais como sou acostumada a isso pelo fato dela ser testada nunca me importei,António recebeu um proposta de ir trabalhar na França e acabou pedindo pra ser mandado embora,então eu recebi aumento de salário para fazer tbm sues deveres,a pensar que não era muito lá aquelas coisas,era só cozinha verduras e coisas leves,um belo dia estava eu a noitr no meu quarto com tesão danado assistindo vídeos pornôs,a minha cama ficava de frente pra porta,der repente a porta se abre com tudo,nem deu tempo pra disfarça,eu estava toda arreganhada,com um consolo entrando e saindo,já era umas 2 horas da manhã numa sexta feira,Carmem me fala bem seria vem até o meu escritório. Eu toda sem graça coloquei meu pijama até porque eu estava pelada e fui.Chegando no escritório ela me vira a tela do computador e me pergunta bem sério a quanto tempo eu está dando minha buceta pro António,eu fiquei sem ação,depois de tantos dias ela me veio questionar isso,e como ela sabia eu perguntei ai ela virou a tela do notebook pra eu ver e lá estava eu dando pro António, na hora minha calcinha molhou,ela se aproximou de pegou minha mão e disse,cheiro de buceta,eu vi vc batendo siririca piranha,eu disse a ela que ela não tinha direito de falar assim ...
«123»