1. Meu papai me comeu de madrugada, que delicia


    Encontro: 14/06/2017, Categorias: Com Fotos, Incesto, Autor: Agatha Torres, Fonte: ContoEroticoComBr

    Bom, esse é meu primeiro conto e espero que gostem.. Sou branca do cabelo castanho e longo, tenho 1,61, peitos grandes e uma bunda redondinha, sou muito safada, e seu eu quero dar eu dou mesmo. Tenho 19 anos e quando aconteceu com meu pai eu tinha acabado de fazer 18. Eu e meu pai sempre tivemos uma relação muito próxima, eu particularmente acho meu pai um coroa gato pra caramba e acredito que de um tempo pra cá ele tenha notado bastante meu desenvolvimento físico. Eu ando muito de calcinha e camiseta sem sutiã pela casa, principalmente de madrugada para pegar alguma coisa enquanto meus pais estão dormindo. Um certo dia eu saí como de costume, apenas de calcinha fio dental vermelha e uma regata que marcava bem meus biquinhos. Eu desci e liguei a tv, como já era bem tarde estava passando algumas coisas eróticas, como eu adoro sexo e me masturbar eu comecei a tocar uma para matar a vontade, e comecei a gemer bem baixinho, até que eu notei a presença do meu papai de cueca parado na escada. – papai ??.. O que .. A quanto tempo está aí ? – a tempo suficiente para meu pau querer sair daqui de dentro Nessa hora, eu que estava vendo porno e estava tocando uma, fiquei ainda mais excitada – posso te ajudar ? Antes que eu respondesse ele já de ajoelhou na ponta do sofá e começou a me chupar enquanto me encarava, eu louca de tesao fui massageando meus biquinhos do peito e puxando o cabelo do meu papaizinho, dando pequenos gemidos. -como você é gostosa, sempre quis experimentar o ... melzinho da sua xaninha que vivia andando na minha frente Eu ficava mais excitada com cada palavra. Ele começou a me dedar com um e depois com dois dedos, virando para todos os lados, enquanto eu ficava cada vez mais molhadinha. – vou te mostrar o que é sexo de verdade minha putinha Eu tava louca queria aquela pica dentro de mim imediatamente, até que ele tirou aquele pau enorme e começou a passar aquela cabeça rosinha na minha xoxota – aí papai, que gostoso, enfia em mim vai, me come, come sua filhinha Eu sentia a respiração ofegante do meu papai, não demorou muito para que ele enfiasse com força toda aquela piroca na minha bucetinha apertadinha -nossa filhinha que bucetinha gostosa, que delicia, assim eu vou gozar até não poder mais -pode gozar papai, hoje eu sou toda sua Ele metia com vontade e eu só queria mais e mais. Ia pra frente e pra traz com aquele pauzão, colocava tudo na minha buceta, sem dó. Ele então me virou de quatro e já meteu de novo na minha bucetinha enquanto massageava meu cuzinho -olha esse cuzinho que delicia, tá me chamando pra arrombar ele todinho -me come papai, vai, mete tudinho Ele gemia cada vez mais e eu tentava olhar pra ele enquanto ele puxava meu cabelo com violência. Eu rebolava minha bunda pra ir mais rápido enquanto as bolas dele batiam na minha xoxotinha -aii pai, que delicia! -vai sua vadia, rebola pro papai, eu quero ver rebola! Eu rebolava mais rápido e ele metia com mais força – vem cachorrinha senta em mim, mostra o que você sabe fazer, sua ...
«12»