1. Questão de tempo - 2.1


    Encontro: 13/06/2017, Categorias: Proteção a testemunha, Romance, arquitetura, Detetive, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Bib's, Fonte: CasadosContos

    Oioi, Eu estava relendo essa série e pensei " Rapaz, acho que a galera da CDC deve ler essa série" . E comecei a postar. Conforme vou relendo, eu vou postando aqui na CDC. Pessoas que me pediram o livro e não enviei ainda, não me odeie. Vou postar quando tiver em um Wifi. Bjss =================================================================================================== A sala estava coberta de rosas. Pétalas cor de rosa pálida estavam espalhadas, a iluminação, as cores, tudo isso dando um ar romântico, uma sensação suave de feminilidade. Tudo estava impressionante. O quarteto de cordas, o champanhe, os garçons vestidos de branco imaculado, tudo estava tão elegante... e completamente despercebido pelos homens à mesa. Eles pareciam exaustos e eu entendia o porquê. Três dias de casamento era uma rotina difícil, e estávamos apenas no segundo dia. Eu não tinha ideia de quem tinha decidido que uma despedida de solteiro deveria ser na noite antes do jantar de ensaio, mas eu tinha certeza de que essa pessoa era sádica. Mal recuperados após se arrastarem para casa impressionante ao nascer do o sol, esperava-se que os padrinhos de Dane estivessem sóbrios e com rendimento total no dia seguinte às dezessete horas, para suportarem a prática repetitiva de entrar e sair da igreja. Eles também deveriam estar impressionados com o quarto adorável e ambiente íntimo, quando tudo o que queriam fazer era beber ainda mais para curar suas ressacas. Eu estava feliz por ter tirado uma licença ... do trabalho para o casamento do meu irmão, pois, se eu tivesse que manter meu horário habitual de compromissos, teria virado instantaneamente em cinzas. Quando eu fui abordado para acompanhá-los em sua farra na segunda noite seguida, escapei, declinando por meio de ausência, e fui para casa dormir. Era uma maneira covarde, mas eu não conseguiria acompanha-los. Todos eles tinham mais tolerância ao álcool do que eu, o que dizia muito, já que eu podia, normalmente, beber uma grande quantidade. Na manhã seguinte, quando cheguei à suíte com meu smoking dobrado sobre meu braço, não fiquei surpreso por encontrá-los ainda usando as roupas da noite anterior. Havia um no chão, um em cada sofá, um na poltrona e Jude, o melhor amigo e padrinho de Dane, sozinho na cama, babando. Era um espetáculo para ser admirado. Quando a porta se abriu e foi a noiva de Dane, Aja Greene – e não o próprio homem – vindo acordar os meninos, eu senti pena deles. Era o dia de seu casamento, e eles pareciam ter sido atropelados. Esta não era a maneira de cair em suas boas graças. “Vocês estão brincando comigo?” ela gritou no silêncio. Os gemidos e choros me fizeram sorrir quando eu comecei a servir café e água. Eu tinha trazido um grande frasco de Tylenol comigo. “Ei” Rick Jenner disse suavemente enquanto me chamava para ele. “Que horas são?” “São 10 horas.” Eu sorri para ele. “O casamento não vai acontecer senão daqui a oito horas.” “Então por que ela está gritando?” “Ela não está, na verdade.” “Pois parece.” ...
«1234...10»