1. Safadinha da Internet


    Encontro: 13/06/2017, Categorias: Sadomasoquismo, Autor: Master Max, Fonte: ContoEroticoComBr

    Tudo começou um dia que eu estava a toa na internet e resolvi entrar em um site de bate-papo com estranhos. Estava afim de encontrar uma menina que quisesse falar sobre sexo. Queria ouvir o que elas curtiam na cama, o que as excitava. Bolei uma mensagem padrão dizendo minha idade, meu sexo e que procurava uma menina no kik (app para smartphones) para falar sobre sexo. E deixava meu nome lá (yesmaster.max). Ficava rodando de estranho em estranho apenas escrevendo essa mensagem. Não demorou muito, algumas meninas me procuraram no aplicativo. Algumas menores de idade, as quais não respondi, e outras que tinha o interesse de conversar. Me aproximei muito da Sarah, uma menina, que dizia ter 18 anos. Muito safadinha e me confessou que era virgem e gostava muito de submissão, em especial, submissão através da internet. Expliquei-lhe que eu adorava submissão e a sensação de controle, mas nunca tinha feito pela internet, nem sabia como fazer. Ela me ensinou: Primeiro diria seus limites, para que eu soubesse o que poderia ou não pedir para ela depois eu enviaria ordens por mensagens e ela as cumpriria. Disse que gostava da sensação de ter que obedecer. Eu topei e minha primeira ordem foi: -A partir de agora, você só me chamará de mestre ou senhor. puta. -Sim, senhor. -Quais são seus limites? Ela demorou um pouco e respondeu: – 1º Não enviarei fotos. 2º Não farei nada relacionado com sangue, sexo com estranhos, ficar pelada para estranhos, e muito menos nada relacionado com cocô. 3º ... Gosto de masoquismo, humilhação, total perda de controle. Não gostei da primeira imposição e lhe falei que, por enquanto, nos conhecíamos apenas pela internet, sequer eu poderia dizer se ela era mulher mesmo. Aproveitei que ela me disse que curtia humilhação e disse que não há poucas coisas mais humilhante que enviar uma foto pelada a um desconhecido. Ela concordou e combinamos que ela enviaria fotografias, exceto de seu rosto e contanto que eu a respeitasse e não guardasse as fotos. Com tudo combinado, começamos a sessão. ( o que segue abaixo foi o que realmente ocorreu por mensagens). -Já que combinamos tudo, quero saber como você é. Envie uma foto sua vestida levantando três dedos, para eu saber que a foto foi tirada agora e para mim. (queria confirmar se era uma mulher mesmo) -Sim senhor. -Sarah, eu gosto muito do português e aqui está a primeira coisa: “senhor” senhor é um vocativo, assim, sempre virá depois de uma vírgula. Se você escrever “sim senhor” sem virgula será penalizada. -Sim, senhor. A foto chegou. Era a foto de uma menina não muito magra e estatura média. um pouco ondulada, talvez uns 60kg. -Você está na cama, sarah? -Estou, sim, senhor. -Saia da cama, minha puta vai merecer o direito de usar a cama. Fique só de sutiã e calcinha e sente-se no pé da cama. (cerca de 1 minutos depois) -Estou aqui, senhor. -Mande uma foto deste seu estado. -Sim, senhor. (foto) -Muito bem. Está sozinha em casa? Tem alguém ai? -Minha mãe está dormindo na minha avó, meu pai está no ...
«12»