1. A melhor foda da minha vida PT2- Manaus


    Encontro: 12/06/2017, Categorias: Namoro, cdc, Desejo, Motel, amante, Amor, Anal, Prazer, Sexo, Heterossexual, Autor: Fofinha Manaus, Fonte: CasadosContos

    Vamos para a segunda parte do primeiro encontro com o meu Manauara gostoso então... Saímos da casa da amiga, com aquela cara de paisagem, que obviamente não enganou ninguém, todas sabiam o que estava prestes a acontecer, mas ninguém disse nada, o Manauara é um jovem cavalheiro, que mesmo louco pra me fazer puta dele, abriu a porta do carro, todo atencioso, todo fofo, e eu só curtindo o tratamento que estava recebendo dele, sem querer perder tempo, entramos no primeiro motel que vimos, e eu vou falar olha, da porta pra dentro, foi só fogo, loucura, prazer e muito, mas muito tesão. Ele ainda no modo Cavalheiro ON rs, abriu a porta do carro pra eu sair, pegando na minha mão, eu nem esperei nada, fui direto pros braços dele e o beijei, mas já foi um beijo diferente, foi um beijo molhado, sexy e que me fez perder a linha de pensamento, segurando minha mão, ele me conduziu até o quarto, entrei atrás, fechei a porta, e pronto, nos éramos um do outro, eu não quis mais nada além de beija-lo, sentir aquele perfume incrivelmente masculino que ficou ainda melhor na pele dele, ele queria ligar a TV, e eu o puxei para a cama, sentei ele na beira e fui beijar aquela boca gostosa, ele ficou de pé me abraçando e retribuindo o beijo, o sentei novamente, eu tinha que acalmar a vontade daquela boca, e saciar a fome que eu sentia dos beijos dele, enquanto o beijava, passei as mão no peito dele, sobre a camisa, nas costas, segurei o pescoço e beijei, beijei muito e a vontade só crescia, não ... estava sendo suficiente os beijos, nos olhamos, ele me chamou de gostosa, de safada e eu sorri, adorei os elogios, comecei a abrir a camisa dele, beijando-o novamente, devagar, só pra fazer a vontade e o desejo aumentarem, quando abri o ultimo botão da camisa, ele me olha e diz: - Olha, eu sou meio gordinho tá? (Juro que até agora to procurando essa gordurinha que ele falou que existe kkkkk, e olha, já conheço cada centímetro daquele corpo delicioso) Eu só consegui sorrir e fazer uma careta, e bom, mais beijos, que boca hein amor? Que língua, que pegada, eu estava no paraíso com um homem daquele me desejando daquela forma. Ele segurou meu cabelo, na minha nuca e lambeu meu pescoço, pronto, lá se foi toda a minha intenção de comandar qualquer coisa naquela noite, me deixei levar por ele, me entreguei de vez pra qualquer coisa que ele quisesse fazer comigo, e ele fez muitas, fez valer cada palavra safada que me disse nas nossas ligações, nos e-mails, nos SMS’s, ele me beijava, lambia com uma vontade absurda, era uma delícia ver aquele homem me querendo, me possuindo com tanto ímpeto força e delicadeza. Ele colocou o cacete pra fora, duríssimo, e ficou de pé na cama, eu no chão, fiquei exatamente na altura perfeita pra abocanhar aquela delicia, comecei um boquete gostoso, só com a cabecinha na boca, chupei feito criança na mamadeira, fui colocando cada vez mais dentro da boca, olhava pra ele, passava a língua na cabecinha enquanto encarava ele, e ele dizendo que eu tava com uma cara ...
«1234»