1. ACORDEI COM VONTADE DE DAR O RABINHO...ME ARREPEND


    Encontro: 11/06/2017, Categorias: Travestis, Autor: pricross, Fonte: ContoErotico

    Eu já estava acostumada a levar vara no rabinho, mas mesmo assim doeu bastante quando entrou, afinal era bem maior do que o eu estava acostumada, e a grossura daquela tora alargava muito o meu buraquinho, mas fui acomodando e curtindo aquela gostosa enrabada enquanto o caralhão me penetrava todinha. Quando terminei de sentar....ele com meus seios na boca começou a mamar enquanto eu o cavalgava lentamente.Quando percebi já estava com aquela rola toda dentro do meu cuzinho e ele ainda passava os dedos bem no talo da rola junto ao meu buraquinho. Sentia aquele cacetão entrando todo dentro de mim, me sentia uma putinha no colo daquele macho. Aos poucos, fui cavalgando mais rápido e falava no ouvido dele: - Fode a sua putinha, que pau gostoso você tem! Ele segurava a minha bundinha e me ajudava a subir e a descer no mastro dele. As vezes ele batia na minha bundinha falando: - Rebola no meu pau sua cadela! Isso!... que cuzinho gostoso e apertado você tem.Meu buraquinho sugava e espelida aquela tora negra e eu sentia ele ir se alargando aos pouquinhos. Que sensação maluca era a de me sentir toda espetada naquela vara enorme e ainda poder rebolar devagarinho naquilo. Meu cuzinho ardia e sentia as minhas preguinhas todas esticadas. Eu falei: - Nossa! Seu cacete é muito grosso! Eu gozava como uma louca e o meu cuzinho apertava aquele musculo duro e grosso como se quisesse esmaga-lo!Ele gemia e falava: - Ai! Como eu adoro foder um cu! Vou mostrar pra você cadela, como se fode o cu de ... uma vadia! Fui cavalgando naquela tora e os nossos corpos cada vez mais suados...enquanto eu o cavalgava senti o meu corpo estremecer e comecei a gozar no pau dele novamentee a gemer cada vez mais alto. E ele vendo que eu estava gozando no seu pau ajudava com o vai e vem segurando a minha bundinha e dando tapas nela me deixando mais louca. Vendo que eu tinha gozado, ele disse: - Cadela! Safada! Puta! Vou te deixar toda arrombada pra você aprender como é dar o cu bem gostoso!Com aquela vara anorme e grossa no meu cuzinho, eu sabia que dali eu sairia arrombada mesmo então relaxei o máximo que pude e deixei ele me foder do jeito que quisesse. De tanto ele me socar, derepente começei a sentir que minha bundinha encostava nas coxas dele. Ele gritava e falava que o meu cuzinho tinha conseguido engolir toda a picona dele. Senti a minha vista ir escurecendo, meu corpo ficando mole e estava desmaiando. Ele percebeu e me soltou. Me levantei do colo dele com uma certa dificuldade e me sentei mais pro meio da cama. Antes mesmo que eu pudesse me ajeitar, aquele baita negão enfiou o pauzão na minha boca e rapidamente gozou, com fortes esguichadas e eu ainda tive que engolir tudinho; Apesar dele falando que não estava satisfeito ainda, eu disse que não aguentava mais, que o meu cuzinho estava ardendo muito.Então, ainda com a porra dele escorrendo pelo cantos da minha boca ele me segurou forte pelo queixo e falou, quase bravo: - Foda-se! Vai pro chuveiro! Toma um banho, relaxa e volta aqui! ...
«1234»