1. Entre barreiras - Cap 01


    Encontro: 10/06/2017, Categorias: Romance, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: GH, Fonte: CasadosContos

    Esta história se começa em Setembro de 2016 e se trata de uma historia verídica. Deixe-me apresentar, me chamo G, tenho 22 anos, 1,70 de alt. com 60kg, moreno claro e moro em Belo horizonte/MG. Era numa quarta feira aproximadamente 15h30 quando recebo em meu WhastsApp uma mensagem onde dizia “Boa tarde, espero que não se assuste mas vi seu número em um site, achei você uma pessoa interessante e resolvi chama-lo”, juro que gelei, pois não sabia de quem se tratava, pois ainda não tinha foto de perfil apenas um status onde dizia “Deus faz milagres”. Ao longo do dia fomos conversando, sem muita confiança é claro até 17h30, pois estava sem crédito e tinha que ir para minha faculdade onde faço Engenharia Civil. Ao chegar a minha casa, como de costume conectei meu telefone a minha rede wi-fi, deixei conectado e fui tomar um banho e jantar, por cerca das 23h30 retornei ao telefone e tinha mensagens desse mesmo número onde dizia que estava com saudades de nossas conversas, de como foi minha aula etc., porém dessa vez tinha foto de perfil e eu ainda não sabia o seu nome e claro que não esperei por muito tempo e logo abri a sua foto ... e lá estava um garoto sorridente, não muito alto e moreno (do jeito que gosto rs). Educadamente respondi todas as suas mensagens falando que estava exausto, pois engenharia é um curso extremamente puxado que não iria demorar muito que teria que descansar, pois no dia seguinte teria que estudar um pouco já que a semana de provas estava chegando. Em meio de nossas conversas, acabei descobrindo o seu nome, onde irei chamar de H e tem apenas 18 anos e que mora também em Contagem/MG. Conversas vão e vem e percebo que já são 01h30 da manhã, sendo assim me despedi de H, de meus colegas e fui dormir. Lembro-me perfeitamente que quando acordei, tinha inúmeras mensagens de H, ele me perguntava se dormir bem, como é que estava se tinha descansado etc., claro que respondi e também perguntei se ele tinha dormido bem. Ao longo desse dia não conversamos muito, pois como estava prestes de começar a minha semana de provas usei um pouco do tempo para estudar e ele me disse que não queria atrapalhar meus estudos, obviamente eu disse a ele que não precisaria de se preocupar que ele não estaria atrapalhando. [...] Continua no próximo capítulo.
«1»