1. Meu melhor amigo Hetero - Parte 2


    Encontro: 07/06/2017, Categorias: Homoxessual, Tristeza, Amor, sentimento, descobrimento, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Kaique Cézar, Fonte: CasadosContos

    Deu 5 horas da manhã e resolvemos dormir, no outro dia eu acordei muito feliz, ele acordou tão lindo, peguei um dinheiro e fui comprar algo para fazer, só minha mãe estava em casa nesse momento, mas sabia que éramos muito ' amigos '. Nossa eu estava muito feliz, muito mesmo, nessa época eu tinha um celular furreca, ele nem celular e nem Facebook tinha... quando terminou nós nos abraçamos muito forte, eu estava sentindo o calor dos seus braços, o meu coração agora derrama amor! Quando nos soltamos, não nos beijamos, mas eu nem reparei muito nisso, e então ele foi embora, nisso ainda era sábado, fiquei lembrando de toda a noite que passamos juntos, meu sorriso eu não conseguia controlar, não sabia nem o que fazer. Então, hora do almoço fiquei esperando ele vim falar comigo, eu saia na porta da rua de 4 em 4 minutos e nada, eu estava muito ansioso, só que ele não apareceu. Quando chegou à noite eu já não estava tão feliz, o meu coração estava apertado, eu realmente esperava vê-lo, domingo também fiz do mesmo jeito, na esperança de ele sair na porta de casa e vim para meu rumo sorrindo, com aquelas regatas mostrando seus lindos braços, com aquelas bermudas de malha fina, e o seu lindo pé dentro do chinelo, aquele sorriso espontâneo e branco. Estava sentindo falta dele, dentro de mim estava totalmente totalmente triste, chegou final do domingo e tive que ir embora para minha avó, porque tinha aula no outro dia, a semana foi muito ruim, não queria falar com ninguém, embora tenho ... muitos amigos eu preferia me isolar, a semana passava devagar. Só que conforme o final de semana já chegando surgia um sentimento dentro de mim, lá no fundo ele batia, era a tal da esperança, esperança de ir para minha mãe e chegar e vê-lo me esperando, com aquele sorriso lindo e aqueles braços fortes. Sexta feira 18:00 horas já estava na casa da minha avó, tinha acabado de sair da escola, confesso que não pude conter um pequeno sorriso, e então peguei minhas coisas básicas, vesti uma roupa bonita e passei um perfume, somente para ver ele, para agradar. Sai da minha avó e fui rumo a minha mãe, ao virar a rua e já não ver ele na porta da rua meu coração doeu.. o que era isso ? Por que me atingia tanto assim ? Continuei a andar e entrei em casa na mesma esperança boba, só que o meu coração foi partido, e então eu comecei a ouvir as mesmas musicas que ouvimos enquanto ficamos, deitado, horas após chegar eu continuava na mesma, chorando apenas e acabei pegando no sono. Sábado acordei tarde, quase hora do almoço, minha mãe me chamou para ir almoçar, então levantei e fui. A mãe de Lucas chega enquanto estávamos almoçando, minha mãe me avisa agora que tinha chamado os dois para almoçar lá em casa, meu coração começou a bater rápido, e então ela chegou e falou comigo e depois com minha mãe. Ela gosta muito de mim! Fiquei me perguntando cadê ele que até agora não chegou, e logo depois ela avisa minha mãe que ele já estava vindo, perdi a fome na hora, que nervosismo eu estava! Sentado ...
«12»