1. Vivi destruiu minha masculinidade – parte 1


    Encontro: 05/06/2017, Categorias: passivo, Anal, Sissy, Inversão, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: MariikPinto, Fonte: CasadosContos

    Depois de um tempo afastado dos contos achei que era hora de contar mais um história que aconteceu com minha amiga Vivi. Nos contos das apostas contei como perdemos e tivemos que fazer papel de submissa para os caras. Ali começou minha história com Vivi, minha história de putarias. Depois de ter dado para os amigos da Vivi o final de semana inteiro e ser uma verdadeira puta pra eles as coisas nunca mais foras as mesmas. Eu e vivi passamos a ter uma amizade colorida demais.. Rs Ela dava pra mim, ela chamava amigos e amigas e as vezes rolava uma putarias nervosa, mas no carnaval do ano passado a coisa uma coisa inesperada aconteceu. Nossas putarias trouxeram, além do prazer, muitos amigos e conhecidos, principalmente da vivi. E numa dessas baladas comentaram de ir no Carnaval em uma balada GLS aqui de São Paulo, daquelas com dark room e que rola umas putarias de vez enquanto. Estava curtindo a ideia e aí vivi complementou. Vivi: legal, então as fantasias podem ser mulher vestida de homem e homem de mulher? Amanda(amiga loirinha, 1,68 m, 50 kg, seios pequenos, mas uma bunda de Carla Perez) : gostei da ideia hein, mas que tipo de roupa? Vivi: balada de carnaval tem que ser sensual.. Rsss Eu: pq será que isso me lembra um determinado final de semana hein Vivi? Amanda: que final se semana, como assim? Vivi: a amiga, vc vai entender na festa.. Rs de qualquer maneira vamos em casais e irei com o Mariik, inclusive eu que vou escolher as roupas pra ele. Amanda: tb já sei quem vou ... levar. Vou espalhar pra galera. Ficaram conversando mais sobre a balada, tendo ideias, mas eu já tinha uma boa noção de como seria. Mas carnaval e isso mesmo, ia ter muito mais gente fantasiado então seria até normal.. Rss O dia da festa chegou e fui na casa de vivi pra me arrumar. Chegando lá encontro ela de calcinha e sutiã. Vendo essa loira de 1,78, cavalo, bunda e peito grande pensei no desperdício que seria ver tudo escondido em roupa de homem, mass. Chegando no quarto dela já me mostrou a roupa que ela separou e bem, ou ela realmente virou puta ou foi em sex Shop só pra comprar aquilo. Na cama tinha uma calcinha fio dental preta, até que simples mas muito pequena, uma calça de latex vermelha com um zíper que ia da bunda até a parte da frente, um corpete de latex preto e uma sandália de salto altíssimo preto com tirar pra amarrar na canela. Um. Batom vermelho e uma peruca ruiva. Fiquei de boca aberta só olhando e vivi já começou a rir . Foram horas com ela me arrumando, até depilação ela me fez fazer em todos os lugares. Foi doloroso demais. Depois que coloquei a calcinha que ficou extremamente cavada na minha bunda e coloquei a calça mais justa que já tinha sentido na vida ela disse que já estava quase a putinha que ela tinha imaginado. Só aí vi que a noite seria muito doida.. Rsss Depois de pronto vivi foi se trocar, mas achei estranho que não quis se arrumar na minha frente. Quando saiu do banheiro estava de camisa social e calça social marrom, suspensório e chapéu. ...
«123»