1. Esfrega sua boquinha em mim III


    Encontro: 05/06/2017, Categorias: Lésbicas, Autor: andreiafelina, Fonte: ContoErotico

    . Esfrega sua boquinha em mim III A Andréia pegou um robe em seu quarto e enquanto eu fiquei esperando deitada na cama que ela se visse livre daquela mulher. Ela a foi receber, ia completamente nua, apenas aquele robe cobria seu lindo corpo. Eu no quarto deitada com a porta entreaberta conseguia ouvir toda a conversa das duas lá na sala. Era Mariana sua vizinha, que eu soube depois tem muitos problemas em sua casa com seu marido. Ele costuma bater nela, e sempre que isso acontece ela foge ou para casa de sua irmã que mora pertinho ou então já não é a primeira vez que se refugia ali mesmo em casa da vizinha. Aquela conversa me deixou curiosa, me levantei da cama e fui até perto da porta, daí conseguia ver as duas mas elas a mim não. Mariana era uma mulher aí com um metro e setenta, ruiva de cabelos um pouco abaixo dos ombros. Deveria ter uns 40 anos, dava para ver que debaixo daquelas roupas que usava deveria estar um corpo bem gostoso. Vestia uma saia acima dos joelhos, suas pernas branquinhas me chamaram a atenção. Aquele corpo eu tive a sensação nunca soube o que era ir tomar um sol na praia. Pensei que uma mulher assim como ela tendo todos os problemas que tinha com o marido talvez não tivesse assim muito cuidado com o seu corpo. Estava enganada como mais à frente vão entender. Com ela ali na sua frente chorando e contando suas desavenças com o marido Andréia que ainda dolorida mas com muito tesão à flor da pele a chamou para si e a abraçou. No conforto de seus braços ... Mariana se acalmou. Dava para ver de onde eu estava que ela estava com seu rosto colado nos seios de Andréia, mas supostamente seria sem nenhuma intenção. Apenas precisava de alguma carinho e compreensão naquela hora. A minha amiga se sentou no sofá e sua vizinha ao seu lado continuava se lamentando da sua vida e que se voltasse naquela hora para casa concerteza levaria uma surra do marido que havia chegado em casa completamente bêbado. Estava com muito medo, quando fugia para casa de sua irmã ficava sempre lá dormindo. Na manhã seguinte voltava e ele já não tinha o mesmo comportamento com ela, chegava até a lhe pedir desculpas. Andréia lhe falou que se ela quisesse podia passar a noite ali mesmo em sua casa, que estava acompanhada mas não teria problema nenhum. Dormiria ali na sala, o sofá é grande e muito cómodo. Podia dormir tranquila. Mariana ficou surpresa quando percebeu que a vizinha tinha visitas e não queria incomodar a gente. Minha mente safada entrou logo em ação, se ela dormisse lá em casa podíamos ter uma noite de loucura as três. Foi então que Andréia falou que tinha visitas sim. Uma gerente da sua loja no Rio a tinha vindo visitar para falar de assuntos de trabalho, estava mentindo como é óbvio. Não ia falar para a vizinha o que estava acontecendo connosco. Eu naquele espaço de tempo já estava armando um plano para a nossa noite. Esse plano passava por irmos as três jantar fora e talvez Mariana com uma boa refeição e um bom vinho de desinibisse e se entregasse toda ...
«1234...7»