1. Namorados sozinhos em casa… festa na certa!


    Encontro: 04/06/2017, Categorias: Teens, Autor: kaplan, Fonte: ContoEroticoComBr

    (escrito por Kaplan) Realmente, namorados aproveitavam bem as ocasiões em que ficavam a sós em suas casas. Os leitores e leitoras já devem ter percebido que essas histórias se passavam no século anterior, porque hoje está tudo mudado… Mas vamos aos fatos. Matias e Alvamar namoravam já havia um certo tempo e as carícias ficavam cada dia mais ousadas. Ela era a mais afoita. Não era mais virgem, ele sabia disso e não se incomodava nem um pouco (numa época em que isso era um tabu terrível). Os dois eram muito afim de levarem suas carícias às últimas consequências, só não o fazendo devido à vigilância da família dela. Já estavam quase conformados em só poder transar depois que se casassem. Ficaram noivos e aí conseguiram o tempo necessário para uma boa transa. Isso se deveu à conjugação de dois fatores. O primeiro, que eles tinham de fazer o tal curso de noivos que a Igreja exigia. E o segundo fator, associado a este primeiro, foi que os pais dela, sabendo que ela iria para o tal curso, aproveitaram para irem ao cinema. E assim, quando Matias chegou para apanhá-la e levá-la ao curso… encontrou-a sorridente e sozinha. Usava um vestido leve, tomara-que-caia e assim que o noivo entrou na sala, ela levantou o vestido, mostrando que estava sem calcinha. Matias ficou louco de tesão! Empurrou-a para o sofá e já foi ajoelhando e abaixando o vestido dela, e com a outra mão ele chegava à zona proibida… ouviu um gemido da Alvamar, que estava extasiada com o que iria acontecer. Ela ficou ... ajoelhada no sofá e ele ficou passando a mão em sua bunda, beijando-a, lambendo-lhe a xotinha. Arrancou o vestido dela, deixou-a nua e mamou nos seios fartos. De pé, ele a abraçou e apertou suas nádegas, fazendo-a suspirar de tesão. Mais que depressa, ela abriu a braguilha dele e pegou no pau duro. A roupa dele foi tirada e os dois rolaram, nus, no sofá, ele levou o pau até a boca da Alvamar que o chupou, lambeu as bolas, engoliu, deixou o pau todo melado. Experiente, ela fez uma espanhola, vendo o pau dele deslizar entre os seios e chegar até bem perto de sua boca. E aí sentou no pau dele e pulou bastante, conseguindo gozar. E ele gozou também, sabia que ela tomava pílula e não teve problema em ejacular dentro da xotinha. Tinham gastado quase uma hora com a brincadeira. Vestiram-se depressa e correram para a igreja, pediram desculpas pelo atraso e assistiram ao final da palestra do dia. Ao final, ficaram lá esperando que os pais dela os pegassem. E ela, na maior cara de pau, afirmou que a palestra daquela noite tinha sido sensacional!!! O segundo caso diz respeito ao casal de namorados Diogo e Mirela. Eles eram colegas na faculdade e sempre lutaram contra a vigilância dos pais dela. Tiveram a sorte de, ao final daquele ano, em que iriam se formar, a turma programou uma festa no sítio dos pais de uma das colegas. Mirela teve dificuldade em convencer os seus pais de que não haveria problema algum ela ir com o Diogo, porque os pais da colega estariam presentes. Finalmente, depois ...
«123»