1. Parte III – A iniciação


    Encontro: 03/06/2017, Categorias: Sadomasoquismo, Autor: Dom Felipe, Fonte: ContoEroticoComBr

    Não dormi direito no dia anterior, muito tensa, apreensiva e com muito tesão também. Ninguém sabia que eu ia, apenas uma amiga que sempre sabe das minhas coisas mais íntimas. Liguei para minha mãe para dizer que ia passar o dia com uma pessoa, que era um peguete, mas nada além disso. Tive que falar, caso ela me ligasse, como sempre faz. Isso é muito over para cabeça dela, ainda mais pq é mãe, não ia entender nada. Mas uma pessoa tinha que saber, vai que acontece algo…rezando pra não! Peguei o voo cedo, chegando lá as 9h e pouca da manhã e saindo as 20h, bom tempo para ser iniciada. Fui de carro ao aeroporto, deixei o carro lá e peguei o voo, numa tensão louca, mas muito a fim também. Até agora não sei de onde veio tanta coragem – que é nada mais nada menos que burlar o medo, inerente de qualquer ser humano. Chegou adiantado o voo, esperei por algum tempo e quanto mais esperava no aeroporto, mais subia o tesão. Chegou atrasado, além de tudo, era feriado em Floripa também, apesar de não ser em Balneário. Pegou filas em pedágio. Entrei no carro, que na verdade nem lembro qual era de tão nervosa que estava. Ele era tudo aquilo que via e imaginava. Usava óculos escuros, não via seus olhos. Queria olhar dentro deles, mas ele não deixava. De propósito, falou depois, já me torturando porque sabia o quanto queria o seu olhar. Fiquei tímida inicialmente, mas era como já o conhecesse, estranho isso. Ao mesmo tempo que estava com medo, eu estava tranquila com ele, me passava algo bom, ... gostoso, empatia plena. Até acharmos um motel em Floripa, o percurso foi me enchendo de desejo com aquele pseudo desconhecido ao meu lado, me levando sabe pra onde e fazer sabe Deus o que? Eu tive maior vontade de dar uma agarrada nele, dirigindo, mas me contive. Ele estava na dele a eu estava no papel de sub, não poderia ser o macho da história, com ele nunca! Mas que me deu vontade, ahhh, me deu e muita! Chegamos ao motel, afastado do Centro, entramos no quarto, eu super insegura, com medo louco. Mas ele foi um homem muito gentil, muito carinhoso e muito tranquilo comigo. Ele havia comprado algumas coisas pra mim, uma corda enorme – quando vi aquilo fiquei espantada – um vibrador que pedi, uma venda para os olhos, uma corrente, uma coleira, umas algemas, um chicotinho. Ao ver tudo aquilo meu Tesão duplicava. Ele tirou os óculos e pude ver a sua alma estampada dentro deles. Pude relaxar até então. Ufffa, seu olhar me trazia confiança, aconchego e me deu vontade de me entregar toda a ele. Gostei do seu beijo, gostei da sua pele, gostei das suas mãos me pegando, gostei dele por completo! Levei as calcinhas para ele escolher e escolheu a menor, a mais enfiadinha, uma pretinha linda, super sexy. Mandou eu tirar a roupa, eu tirei e troquei a calcinha que ele escolheu. E começamos a iniciação. Colocou as algemas em mim e me colocou numa pilastra, com as mãos pra cima, amarrada, apenas de calcinha, virada de costas pra ele, com venda nos olhos. Tive uma sensação deliciosa, de ser ...
«1234»