1. A primeira vez a gente nunca esquece


    Encontro: 02/06/2017, Categorias: Travestis, Autor: discretomanso, Fonte: ContoErotico

    Depois da relação com Júlia e voltando a solteirice estava pronto para colocar mais um desejo em prática. Ficar com uma travesti ativa e tarada.Já havia experimentado rola do vizinho, do professor, do colega da faculdade, doa cinco amigos e até de uma amiga tarada numa inversão, estava na hora de ver como era sair com uma mulher de pau.Em sala de bate papo era impossível, quando surgia, era de longe. Andando por aí era ainda pior.Decidi então ligar para algumas travestis acompanhantes de um site, e como foi difícil escolher. Muitas com dote de 20 pra cima, super grossos e o texto chamada era um tesão a parte.Optei por uma com um texto que dizia ser cuidadosa com iniciantes e com pau viciante, dizia ter 23 cm, mas não tinha fotos da rola. Liguei e conversamos um pouco. Aquela voz meia grossa, mas deliciosa, e uma tensão sexual mais forte por parte dela ao saber que queria experimentar e já tinha aprontado de tudo.Ela disse que iria me fazer sentir todo o seu membro no meu rabo, falou com um meio gemido que me conquistou. Combinamos dali há duas horas, pois morava em uma cidade ao lado.Fui ao local dela e subi ansioso, quando bati na porta e me identifiquei, vi aquela loirinha deliciosa, pouco mais baixa que eu, vestida com uma roupa de quem passa o dia a vontade num shortinho e blusinha sem sutiã.Disse ter se surpreendido pois imaginava que não iria quando falei que era de uma cidade próxima, me chamou pra dentro, ofereceu uma bebida, perguntou se tinha ido só pra ve-la e ... ficou toda amorosa quando falei que sim.Estava tenso e conversamos sobre amenidades, eu preocupava-me com o horário, mas ela me tranquilizou dizendo que quando atende quer ver o cliente satisfeito.Pediu para que tomasse um banho pois tinha viajado e, enquanto tomava um banho ela entrou só de calcinha tipo shortinho.Meu pau se endureceu automaticamente e sem dizer ela entrou no box pra uns bons pegas. Beijava muito bem e tinha um abraço delicioso e minucioso. Se abaixou e veio me chupar.Ah quanto tempo não era chupado, senti o coração palpitar, principalmente quando ela encarava pra mim.Ela se levantou e disse que agora era minha vez, tirou seu pau da posição escondida e eu cai de boca. Que rola linda, só de ver viciava.Segurava minha cabeça enquanto socava no fundo da garganta devagarinho me fazendo engasgar. Que pau delicioso e que mulher habilidosa.Ainda no banho, me escorou pra ficar debaixo do chuveiro e mandou ver metendo seu pau devagarinho. Que delícia sentir ela num movimento ininterrupto até o fim.A água caindo e o box meio apertado não deixando sair dali, aquelas mãos sacanas, sua atitude. Meu pau estava duríssimo, tesão novo e indescritível.Ela começou a bombar de leve, muito gostoso e enquanto isso batia uma pra mim. Quando colou seus seios nas minhas costas socando sempre firme, apesar de lento, a imaginação foi longe e bastou ela dizer que tinha um cu gostoso pra gozar rebolando e empurrando o quadril.Minha bela mulher de pau se surpreendeu e riu dizendo que eu era ...
«12»