1. UM NOVO MUNDO-Mãe Loira Parte 06.2


    Encontro: 02/06/2017, Categorias: Grupal, Virgem: Ninfeta: Heterossexual: Teens: Jovem: Amigos: Baile Funk: Ruiva: Mini Saia:, Mãe: Calcinha: Biquíni: Piscina: Loira: Peituda: Bunduda: Gostosa: Viúva: Massagem, Safada; Suruba: Ruiva, Autor: Adelmo Angel, Fonte: CasadosContos

    Sejam todos bem-vindos novamente, gostaria de agradecer aos comentários positivos e aqueles que ainda não leram as partes 01, 02,03,04,05 e 06.01 dessa história, peço que o façam para uma melhor compreensão, se você leu comente, de ideias, ajude a melhorar o enredo desenvolvido. A história vai avançando se contornando mais complexa e vocês podem opinar nos destinos dela. Aproveitem! Atenção: Assim como a parte 03, essa parte 06 também ficou muito grande, então para facilitar a leitura e agilizar a publicação resolvi dividi-la em duas partes, está é a segunda, boa leitura! Então vindo junto de mim ela disse no meu ouvido me fazendo quase desmaiar: -Eu não sou ciumenta amor. Tá vendo alguma namorada aqui? E então com o corpo ainda colado no meu ela se virou de costas e começou a roçar rebolando em mim, aquele bundão comprimia meu pau, que parecia que iria estourar dentro da cueca e da calça, numa tentativa desesperada de conter o tesão e me manter fiel diante daquela fera ruiva desviei o olhar e vi o Marquin dançando com a Joyce roçando atrás dela, ela estava com a saia erguida e ele dedava a buceta dela sem o menor pudor. Todo aquele ambiente só aumentava meu tesão, uma bunda daquela rebolando sedentamente roçando em mim, meu amigo dedando uma outra gostosa ao meu lado, era de mais pra minha pobre mente contra o adultério, não resisti, segurei aquele bundão de Jéssica e dei dois tapas nele um de cada lado, a safada entendeu o recado e virando-se me agarrou me dando um beijo ... daqueles que tiram o ar na hora, minhas mãos passeavam naquela delicia de corpo, meu pau trincava de duro, enquanto nos beijávamos constatei aquilo que eu já desconfiava, a cadela ruiva realmente não usava calcinha, assim como a amiga safada ia pro baile funk sem nem um pano pra cobrir a xota, aliás que xota, quentinha, meladinha já, eu comecei a dedar e ela gemia gostoso no meu ouvido me chamando de delicia, eis que então ela iniciou algo incrível, começou a prender e soltar meus dedos de dentro de sua xota, como se estivesse rebolando neles, cheguei a colocar 4 dedos dentro daquela buceta, fodia ela com os dedos como se eles fossem um pau, ela gemia sem ar no meu ouvido e me puxava os cabelos, quando olhei pro lado vi que o Marcos tinha saído, o encontrei fechando a porta da casa, estávamos só nos 4 dentro daquele camarote improvisado, rindo e já sem camisa Marcos me disse: - Gostou neh mano, então se prepara que tu vai ver agora o que é foda de verdade, senta aqui no sofá vem. Me sentei ao lado dele e tanto a Jéssica quanto a Joyce se ajoelharam no chão e vieram rastejando na nossa direção, Joyce já tinha tirado a regata e balançando aqueles peitões com marquinha de biquíni começou a tirar a calça do Marcos ao passo que a Jessica ainda com a blusa fazia o mesmo comigo, as duas tinham uma sincronia impressionante começaram a mamar nossos paus quase ao mesmo tempo, o pau do Marquin era bem mais grosso que o meu, e por isso parecia bem maior, ela forçava a cabeça da Joyce ...
«1234...»