1. Pecadores - Cap. 4


    Encontro: 01/06/2017, Categorias: Sexo, Romance Lesbico, Romance Gays / Homossexual, Teens, colegas de quarto, acampamento, REAL, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Luca, Fonte: CasadosContos

    Eu não sabia qual era a minha orientação sexual, eu só me apaixonei por uma pessoa até agora, mas isso foi a anos, coisas que não deviam ser lembradas, mas eu nunca olhei sequer para as pessoas com outro sentindo, talvez por não dar muita importância a elas. - Me empresta uma roupa sua, por favor? – Sim, Laura era bastante cara de pau. Mariana, que não podia perder a oportunidade, soltou – Pensei que queria ir pelada – Laura revirou os olhos e ia começar a falar, mas Mariana a interrompeu – Pelo menos tem educação. Empreso sim. - Tem alguma roupa de alguma grife famosa? Mariana revirou os olhos e começou a abrir sua mala. Eu não prestei muita atenção a essa parte, me levantei do chão e fui em direção ao banheiro, carregando uma toalha, uma cueca nova e um shampoo. Eu não sei quanto tempo eu havia demorada, mas tinha sido o bastante para Mariana bater na porta umas duas vezes, me fazendo sair do transe dos meus pensamentos. Me sequei e sai do banheiro, a encarando. Mariana olhou meu corpo dos pés as cabeças, pousando o seu olhar sobre o meu rosto – Até que enfim você saiu, garoto. Inclusive, belo corpo – já disse entrando no banheiro e trancando ele. Eu não entendi o porquê do seu elogio, porque até onde sabia eu achava o meu corpo regular, nada comparado ao de Victor, que vivia se exercitando. Eu sempre caminhava, mas para apenas manter minha rotina. Victor me olhava de formar estranha, espantado comigo. Eu não entendi ele, apenas passei por ele que estava de pé no meio da ... cabana, como se tivesse acabado de levantar do chão. Procurei uma roupa qualquer na minha mala, de preferência preta. Estava na minha fase emo. Mentira. Me troquei no quartinho e logo quando sai me dei de cara com Laura, que estava, de certa forma, estranhamente linda. - Belo corpo você tem – disse Laura, com uma expressão bem safada – pena que é gay. Mariana já tinha saído e encarava Laura, se virando e indo em direção a sua pequena mala de maquiagem. Victor foi o último a entrar no banheiro, que mal tinha entrado, já havia saído, me encarando. - Demorei metade do seu tempo nesse banheiro, princesinha – agora vocês veem o quão babaca esse pessoal era. Fiquei surpreso, mas apenas dei as costas, já saindo da cabana sem esperar por ninguém. Ao fundo, já do lado de fora da cabana, escutei Mariana mandando esperara-los. Fingi que não ouvi e segui meu caminho até a fogueira, onde de longe dava para ver ela com o seu lindo brilho em conjunto com a constelação daquele céu a noite. A fogueira estava enorme, com várias pessoas sentadas em volta dela. Parecia algo magico. Pessoas de diferentes classes sociais, de diferentes estilos, todas juntas curtindo aquela fogueira. Cada grupo, por mais triste que pareciam, estavam felizes com as suas companhias, uns ainda sim estavam bravos, vez ou outra escapulindo dos seus assentos e indo até onde estava os seus amigos. Cada time tinha uma cor, com o seu banco da mesma cor. Até onde sabia, não nos informaram a nossa cor, mas só havia um único ...
«1234»