1. Uma aventura de carnaval


    Encontro: 28/05/2017, Categorias: Heterossexual, Amigos, Oral, Vaginal, Gozada, Carnaval, Autor: Ironhill, Fonte: CasadosContos

    Thaís é uma universitária de 22 anos, magrinha, dos cabelos cumpridos e morenos, mais ou menos 50 kg e com 1,65m de altura. Muito dedicada a seu curso, procurou um estágio assim que ingressou nele. Adora praias, festinhas e uma boa conversa com amigos e foi através desses amigos que nos conhecemos. No carnaval de 2013 nos encontramos em um bloco muito popular aqui de nossa região e que é realizado em uma praia da cidade vizinha. Nossos grupos se unirão e formamos uma grande turma, apesar de muitas pessoas, todos se conheciam ao menos de vista e essa era praticamente minha relação com Thaís. Na segunda noite, diga-se de passagem, a mais animada daquele carnaval, iniciamos uma conversa muito boa, dançamos, curtimos, bebemos e é claro, ficamos e sem a menor cerimônia, mas também pelo efeito das bebidas, nos amassamos na frente de todos. Logo ela já estava bem solta, dançando e me provocando no meio do bloco, roçava sua bunda no meu pau, rebolava e fazia questão de ser abraçada por trás. Não esperei muito e já no meio do segundo show daquela noite, chamei aquela morena magrinha para ir à casa de praia que eu estava hospedado naquele carnaval. Eu tinha as chaves e sabia que ninguém estaria lá naquele momento e que demorariam a voltar pra casa os amigos que estavam lá hospedados comigo. Thaís me olhou com uma cara de quem sabia o que eu queria fazer com ela e que compartilhava da minha vontade, topou na hora e se nem nos despedirmos, saímos discretamente do nosso grupo e pegamos o ... caminho pra casa. No caminho, não me recordo à distância, fomos nos beijando e já quase entrando no clima. Mal entramos em casa, só bati a porta, com ela já estava suspensa, com as pernas em volta da minha cintura e seus braços em volta do meu pescoço. Levei-a para o sofá, onde deitei por cima dela, trocando beijos bem quentes e demorados, cada um com mais vontade de arrancar a língua do outro. Exploramos o corpo um do outro, deslizamos nossas mãos com muita naturalidade até ela arrancar a minha camisa, não perdi tempo e tratei logo de tirar a blusa levinha que ela estava usando e arranquei o biquíni que ela usava por baixo da sua blusinha. Seus peitos, mesmo sendo pequenos eram lindos, bicudinhos, com os mamilos escuros e bem durinhos. Nossa! Como eram deliciosos aqueles peitos, chupei como se nunca tivesse feito aquilo antes, ela se arrepiava a cada mordiscada no bico dos seus peitos, passava a mão pelo meu cabelo, puxava-o e forçava a minha cabeça contra os seus peitos fazendo com que eu abocanhasse mais os peitos que eu estava chupando. Nesta hora, ela estava sentada sobre o meu colo, rebolando, roçando sua boceta, ainda vestida sobre o meu pau, que já estava quase sufocado por estar dentro da bermuda. Não demorou muito pra que ela saísse de cima de minhas pernas e descesse beijando meu corpo e sem olhar, abrisse a minha bermuda. Ajudei-a tirar a minha bermuda e Thaís foi logo beijando meu pau ainda por cima da cueca. Ela começou a puxar a minha cueca bem devagar, olhando ...
«1234»