1. Na praia


    Encontro: 26/05/2017, Categorias: Teens, Autor: Juliana Safada, Fonte: ContoEroticoComBr

    Como vcs puderam ver no meu conto passado, meu marido ainda continua devagar demais e eu meio que larguei mão dele, moramos juntos mas não rola mais nada mesmo. Ainda não tive tempo de falar com ele o que está acontecendo com a gente. Na verdade não são contos o que eu estou escrevendo, e sim desabafos de uma mulher que tem muito tesão e que fica sem sexo por muito tempo. Agora decidi que vou recuperar o tempo perdido e transar muitooo…. Rs Minhas amigas sempre me disseram pra fazer isso, mas ficava com receio… Mas mudei de pensamento… Na semana passada, fui para o litoral na casa de uma amiga, ela tem um irmão mais novo de 18 anos, o Edu. Era aniversário dela, a festa foi bem legal, e terminou de madrugada, disse a ela que iria para um hotel para ir embora no dia seguinte, mas ela não deixou e insistiu para que eu dormisse na casa dela. Concordei e fiquei lá, na manhã seguinte aproveitamos e fomos curtir um solzinho na praia. Pegamos nossas coisas e fomos no meu carro. Chegando lá, percebi que tinha esquecido o meu bronzeador, minha amiga disse para eu voltar lá na casa dela pra pegar e me deu a chave… Fui de volta a pé mesmo, levei 15 minutos pra chegar, entrei, subi as escadas e fui em direção ao quarto de hóspedes onde passei a noite, mas achei estranho, pois tinha fechado a porta antes de sair, e ela estava aberta e com a luz acesa… Fiquei até com medo, mas como a casa estava toda trancada resolvi ir em frente… Quando chego no quarto, vejo a minha mala aberta e a luz ... do banheiro acesa, percebi que tinha alguém dentro fazendo barulho e falando em voz baixa… Na hora gelei… Pensei comigo mesmo, deve ser um ladrão… Fiquei ouvindo bem quietinha… A voz dizia: gostosa, se eu te pegar, vou te arregaçar… Foi quando percebi que era a voz do irmão da minha amiga. Olhei pela fresta da porta e vi ele com as minhas calcinhas, a que eu tinha usado no dia anterior ele estava cheirando, e outra que dormi, ele tava com ela enrolada no pau e batendo uma punheta… Quando vi aquilo, fiquei toda molhadinha… Que safado… Cheirando minhas calcinhas Edu cheirava e lambia o forro da calcinha… Batendo uma punheta com vontade mesmo, e falava várias sacanagens… Fiquei ali bem quietinha, me masturbando, tava com um tesao danado… Ele tinha um pau gostoso, pequeno mas grosso… Percebi que ele iria gozar, e resolvi dar um susto nele. Abri a porta com tudo e falei: Edu seu tarado, o que tá fazendo com as minhas calcinhas?… Na hora ele gelou, jogou minhas calcinhas no chão, mas continuou de pau duro. Eu: vou contar tudo pra sua irmã, seu deprevado. Edu: Ju, por favor não faz isso Eu tava doidinha de tesão. Eu: pq vc fez isso, quero uma boa explicação… Ele percebendo que eu não estava realmente brava, fala: vc é um tesao, muito gostosa, quando vi vcs saindo não consegui me segurar, tava louco pra sentir o seu cheiro, pelo menos isso, pois nunca vou ter vc como mulher… Eu: vc é tarado… Gostou do meu cheiro? Edu ficou paralisado nessa hora, não me respondeu… Eu: olha pra mim, ...
«12»