1. 2 》TRILOGIA : TESÃO NA MADRUGADA - Aventura no Camping


    Encontro: 25/05/2017, Categorias: Heterossexual, madura, jovem, cantada, Música, chupadas, mamadas, Oral, BUNDAO, sexo de quatro, peitões, sexo explícito, Rola Grossa, buceta fogosa, xoxota carnuda, Autor: Divina Maquina, Fonte: CasadosContos

    Continuação: 1) Triologia : Pegada Inicial - Aventura no Camping Estamos no Camping e melhor não poderia ser entre as trilhas encontro um ex namorado e estamos ficando, mas é comprometido. Ele continua lindo, gostoso é um macho bom de cama ou melhor bom de transa. Terminamos de transar, agora venho para o acampamento e faço uma ducha de asseio e volto para o grupo. O resto da noite ficamos nos olhando eu inquieta com seu olhar de fogo me quiemando. Mas se ele começou aguente... me insinuo sem " ela" ver e ele ligado... aliso meus seios... passo a mão por dentro... e afago minha buceta por cima do macacão... ele... ele... ele se vira de todo lado. Para passar o tempo tem música e os participantes dançam, cantam e sorriem a vontade. Vou na minha barraca e ele vem atrás, um perigo, olha para os lados e apressado, puxa o ziper e chupa meus seios ... e cedo... gosto... quero... me excito... ele aperta minha xota e fico gemendo, ele quer me viciar. Murmura: - Maquina de sedução, estou sem aguentar suas investidas me provocando. Volta a chupar meus peitões e seguro sua cabeça comprimindo com meus seios. Chupa mordicando os bicões e gemo... quero mais. .. fico alucinada, desvairada. Alguem se aproxima e ele sai entre as barracas, me recomponho. Mas tem muitos gemidos na área. Volto e ele está com a noiva, mas ela e sem sal, muito mimada, sem graça e antipática. Depois de muita brincadeires, piadas , musicas e danças e hora de dormir, afinal temos um dia pela frente. Estou na barraca ... e ele vem me alisando me chamando. Me levanto e seguimos para o mesmo lugar. Ele agora trás um cobertor. Me abraça e suspende o moleton tirando- o... mamando nos peitões doloridos de suas chupadas... quero e me projeto para frente para ele sugar com força, ele abocanha com fartura e gemo... tiro a rola do seu moleton e seguro sua rola imensa ja novamente acostumada comigo, punheto e fica cheia de veias uma tentação... quero toda. Murmura: - Maquina gostosa, mulata de perdição, tô louco sem sossego. Tira o resto do meu moleton e morde furioso meus peitões... gritinhos ... desce lambendo meu corpo e... abre os labios da xoxota, suga me movo e abro as pernas e ele se atola. Estende o coberto e nos deitamos, ele se posiciona e nos chupamos num 69 intenso e cheio de tesão. Murmura: - Safada da xoxota carnuda, minha potranca de puro sangue. Murmuro: - Me coma , estou no cio como suas safadezas. Ele se deita e monto no bagual domador de égua no cio, ele vai guiando e entra... dói... arde ... quero e choramingo e ele me traçando sem dó ... come come e... tira me desmonta e vem por cima e mete... dolorido... choramingo e ele tira e mete... cavalga e gooozo. Ele é um potrão em disparada ... cavalga ... eu sinto o prazer vindo e ele berra e gozamos. Ficamos descansando um pouco. Logo ele se curva e chupa minha xoxota e leva a minha boca nosso gozo. Murmura: - Vou lhe banhar. Chupa meus peitões... vermelhos e duros e chupados e ele mordica os bicões quase feridos das mordidas... sinto um ...
«12»