1. João e o Pé de Feijão - 9


    Encontro: 21/05/2017, Categorias: amor secreto, mudanças, Lutador, boxe, Namoro, Brigas, ciúme, Amigos, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Tazmania, Fonte: CasadosContos

    Vamos lá que agora é hora de dar voz ao Bruno. Vamos ver como ele explica toda essa confusão pra gente. Boa leitura! Monster: É, ele parece um pouco comigo, não é de esquecer, perdoa, mas não esquece. Sr. Malfoy:Olha ai mais pra você queridão. Cintia C:kkkkkkkk Que menina violenta kkkkk Adorei! Obrigado por acompanhar. VALTERSÓ: Vendo por esse ângulo concordo com você amigão, adoro seus comentários sempre em caixa alta e sempre pertinentes. Obrigado queridão. SafadinhoGostoso: A palavra que define é humildade, gente arrogante e orgulhosa sempre deixa rastro de destruição por onde passa. Negagata78:obrigado linda Hello: Tem mais coisa vindo por ai. x x x - Eu queria mesmo era gritar para o mundo que você é meu, porque você é lindo demais, ia tirar a maior onda. - Nem fala isso, está ótimo assim, não quero tanta publicidade. Os dois eram um casal engraçado. E o namoro dos dois seguiu bem por mais alguns meses. E eles tiveram que passar por mais uma prova. Como sabemos, o Bruno foi aprovado para a PUC de são Paulo e deveria começar a estudar em 20 dias. Para isso deveria se mudar logo. Ele conseguiu se mudar para um apartamento e pagaria o aluguel com o aluguel da casa da vó, no interior; e sua mãe também o ajudaria. Quando ele foi se mudar, seu namorado foi para ajudá-lo. Embalaram tudo, encheram o carro do Rodrigo e partiram para São Paulo com mais um amigo e a mãe dele. Ao chegar lá deram uma faxina na casa e depois começaram a arrumar tudo. No final do dia eles tiveram que ... dormir lá porque ficou muito tarde. O Bruno estava muito feliz e ele vai nos contar um pouco como foi essa fase da sua vida. Bruno: Como eu estava feliz. Tudo na minha vida estava perfeito: Eu estava namorando com um homem maravilhoso, agora estava matriculado em uma das melhores universidades do país, fazendo um curso muito bom, agora só me faltava um emprego para não sobrecarregar minha mãe com minhas despesas. Mas minha mãe é uma santa, ela, vendo que eu estava precisando, que estava maduro e já era maior, passou a pensão do meu pai diretamente para mim. Ela viveria apenas com o próprio sustento, mas claro que não deixaria ela sem nada, o que o meu pai me dava era suficiente para nós dois. Minha vida com minha mãe era maravilhosa, ela era mais do que minha mãe, era minha amiga, minha companheira, minha conselheira. Minha vida toda nós enfrentamos tudo juntos e ali ela estava sendo o que sempre foi, uma santa, minha mãe. Outro dom na minha vida era minha dedicação aos estudos e tudo isso estava sendo recompensado. Sempre quis arrumar um emprego ótimo para poder cuidar da minha mãe, por isso eu comecei a me dedicar ao estudo, e claro, nunca queria decepcionar a minha mãe. Aquele dia em que o prefeito falou comigo sobre a bolsa foi o mais feliz da minha vida. Ele simplesmente falou que conseguiu a bolsa que eu tanto queria. Eu fiquei radiante e a primeira pessoa que liguei foi minha mãe. A segunda pessoa foi ele, meu melhor amigo, meu amor. Eu o amo desde que tinha doze anos e ...
«1234...8»