1. AS TRAVESTIS DELICIOSOS E A QUE ME ARREGASSOU


    Encontro: 21/05/2017, Categorias: Travestis, Autor: renatojuniorr, Fonte: ContoErotico

    Ola, deixa eu me apresentar. Sou Renato Juniorr, 56 anos, branco, solteiro e adoro um cacete de preferência grosso e grande roçando o meu cú, depois senti-lo entrando em minha bunda me rasgando todo.Tenho muitas amigas travesti, já sai com algumas e adoro o jeito carinhoso e depois bruto como me tratam, metem seu caralho sem dó ou piedade me levando a loucura.Fui convidado por uma amiga que é travesti, a visitar sua chácara que fica próxima aqui da cidade, iria no sábado de manha e retornaria no domingo final da tarde.Nunca tivemos nenhuma relação sexual, apenas amizade mesmo existindo dentro de mim um forte desejo de ser enrabado por ela. Dizem suas amigas que ela é dona de uma mega cacete super grosso e grande, como eu sempre desejei dentro de minha bunda.Fomos para lá como o combinado e lá já tinha algumas de sua amigas a nossa espera. Só tinha travesti e eu louco por elas.Já todos apresentados, passamos a conversar descontraidamente e lhes contei de minhas fantasias sexuais, uma delas era ser fodido por travesti e talvez elas poderiam realizar este meu desejo.Elas se olharam, sorriram e me disseram que seria um grande prazer para ela e com certeza para mim tambémNos acomodamos na casa e depois Anaconda é o nome da travesti que diziam elas ser a mais super dotada, saiu só de shorts para caminhar, olhei bem no meio das pernas dela e não vi nada de assustador, parecia ser um cacete normal porque não fazia o volume exagerado em baixo do shorts.Logo em seguida, pedi licença a ... as amigas e sai também para passear e conhecer o local.Na realidade eu queria mesmo era encontrar com Anaconda e me certificar se o nome dado a ela tinha por merecer.Caminhei por alguns minutos e não muito distante, vejo ela deitado sobre a areia nua com seu enorme cacete duro.Eu gelei ao ver como era grande e grosso, ao mesmo tempo senti uma enorme vontade de ter ele em minha boca e se eu aguenta-se, dentro de minha bunda porque era algo fora do normal.Me aproximei dela, ela ouviu meus passos e ficou sentado com seu cacete duro que chegava a altura de seus seios, deu um sorrisinho e falou para me sentar ao lado dela.Me sentei ainda espantado com o tamanho e grossura de seu cacete, ela passou a mão na minha perna e perguntou se eu tinha gostado.Lhe respondi que nunca tinha visto um cacete igual, parecia mais o cacete de um cavalo e com certeza devia fazer um tremendo estrago em quem ela metia.Com sorriso no rosto, disse que sabia muito bem como mete-lo no cú ou buceta sem dor, puxou minha cabeça ate seu cacete e me pediu para chupa-la.Mau cabia em minha boca, mais ela forçava minha cabeça com sua mão contra seu cacete.Chupei a cabeça enorme ate sentir seu liquido lubrificante sair, era um sabor delicioso e aos poucos fui conseguindo colocar mais e mais seu cacete dentro de minha boca.Anaconda deitou e deixou eu me deliciar com seu cacete.Chupei gostoso e como conseguia, tocava seus seios com minha mão e fui aumentando meus movimentos com a boca, comecei a ouvir seus gemidos e ...
«1234»