1. Marido à noite, Pedreiro de dia II


    Encontro: 20/05/2017, Categorias: Fantasias, Autor: siberiano, Fonte: ContoErotico

    Logo Beto começou o serviço no apartamento e às vezes me chamava para ajudá-lo a retirar algum móvel do lugar. Com todo esse trabalho e estar um dia bastante quente, não demorou muito para ficarmos bastante suados, e sempre reparava Beto bastante admirado quando olhava para minha blusa, foi então que percebi que ela estava bastante molhada e deixava meus mamilos perceptivos, e antes que meu marido chegasse tratei de colocar um sutiã. Beto era um cara bem extrovertido e gostava de sempre puxar uma conversa comigo, e isso foi aos poucos reforçando nossa amizade, e me deixava cada vez mais à vontade com sua presença. Em seguida, meu marido chegou com o material e deixei os dois conversando enquanto cuidava dos afazeres domésticos. Preparei nosso almoço, e enquanto eles se serviam, aproveitei para tomar um banho e colocar algo bastante agradável devido o dia estar muito quente, um vestidinho leve de alça fina seria ideal, meu marido adora quando uso esse tipo de roupa, pois adora alisar minhas coxas quando estou com ele. Mas antes de sair do quarto, chamei meu marido e perguntei a ele se poderia usar aquilo, ele me agarrou e dando um gostoso beijo, falou que sim, e até brincou comigo dizendo: que só não fique no apartamento sem calcinha, pois era perigoso. Como ele havia dado o sinal verde para mim, aproveitei apenas para trocar de calcinha, e colocar uma menor. Fui para cozinha almoçar, e logo fiquei na pia cuidando da louça, quando meu marido chegou por traz e me agarrou, ... pedi a ele para me largar, pois Beto poderia chegar e pensar alguma besteira, ele estava louco de tesão, e desceu a mão pela frente e a colocou dentro de minha calcinha, e quase tive um orgasmo nessa hora. Fiquei de frente para ele, e começamos a nos beijar eufóricos. Em seguida, pedi a ele que fossemos para o quarto, e lá chegando rapidamente desci sua bermuda e comecei a chupar sua banana, ele deitou no tapete e após afastar a calcinha fui descendo e guardando dentro de mim sua vara, fiz alguns movimentos leves de vai e vem, acelerando devagar e não demorou muito para sentir dentro de mim seu liquido quente, foi uma loucura aquilo. Mas não estávamos a sós em nossa casa, e logo que tomou banho, meu marido saiu do quarto, e fiquei tomando uma gostosa ducha. Tomando banho, coloquei aquele vestido e fiquei na sala assistindo TV, enquanto eles terminavam o serviço. Beto sempre olhava para mim de forma gulosa, e chegou a hora dele ir. Naquele dia, após a saída de Beto meu marido me agarrava e me beijava constantemente e quando estávamos na cama ele ficou entre minhas pernas, e me penetrava lentamente, falando algumas pornografias dizendo que eu era uma putinha e deveria provar da pica de Beto. Aquelas palavras acendiam em mim um fogo e rebolava e gemia feito uma cadela, gozamos loucamente. Em seguida, meu marida sorrindo de forma safada perguntou de eu havia gostado e não tinha como esconder, falei que tudo era apenas uma brincadeira, mas ele insistiu dizendo que se eu quisesse ...
«12»