1. Presente de aniversária (Foda maravilhosa no trem )


    Encontro: 16/05/2017, Categorias: Com Fotos, Fantasias, Autor: Skarper, Fonte: ContoEroticoComBr

    Bom, primeiro quero me apresentar. Sou Victor e minha noiva na época chamava-se Rosangela. Estamos noivos a 2 anos e sem. Rosangela tinha a pele branquinha, aprox. 1.68 de altura, cabelos castanhos aloirados, olhos verdes, seios médios, coxas grossas e uma bundão sensacional, durinho e empinado. Vou narrar um acontecimento em um trem sentido Barra Funda a Itapevi aqui em SP, que me marcou profundamente, acho que principalmente uma mulher voyeur…rsrsrs.. Voltávamos do parque playcenter após varias horas de diversão, onde fomos para comemorar meu aniversario minha noiva vestia uma calça de lycra super-justa do tipo fui embalada a vaco, rssss bem apertada, e uma blusa branca fechada por 3 enormes botões na frente. Sua bunda estava bem realçada pela calça que usava. No parque todos admiravam sua bunda, os caras olhavam mesmo na cara dura. Bom, saímos quando o parque fechou por volta das 22:00 hs, e fomos pegar o trem. Na estação ela me fez embarcar no penúltimo vagão, dizendo ter um presente de aniversario pra mim. Quando embarcamos por incrível que pareça o vagão só tinha uma passageira cerca e 30 anos sentada bem no fundo, eu e a Rosangela sentamos no lado oposto. Após o trem partir minha noiva começou a me beijar e acariciar minha coxas e consequentemente meu pau, isso ia me excitando e ela esfregava cada vez mais rápido e forte meu cacete que já estava estourando a minha calça de tão duro. Então ela levantou olhou a mulher no fundo do vagão e agachou entre minhas pernas, ... desabotoou minha calça e abriu o zíper , quando ela puxou a cueca de lado meu pau saltou como uma cobra pra fora e começou a mamar deliciosamente, observei a mulher e vi que ela já estava percebendo nossa safadeza, rsss… A cada estação que se aproximava, Rosangela parava o boquete e olhava pela janela se tinha alguém na plataforma pra embarcar no vagão, como não tinha ela voltava a chupar e punhetar . Pelas forças do destino entre a estação Lapa e Leopoldina ocorreu um problema na linha e ficamos parados muito tempo entre um estação e outra, eu observei que a garota do outro lado ficou em pé a olhar pela janela, eu estava em pé colado na bunda da Rosangela olhando pela janela também para entender o que aconteceu. Foi ai que de repente minha noiva vira pra mim e fala foda-se agora vou dar seu presente completo, ela desabotoa a blusa e amostra aqueles seios lindos, eu caio de boca chupando e sugando e depois outro, fazendo ela gemer. A Rosangela virou novamente de costa pra mim deu uma rebolada com a bunda no meu pau, olhei e vi a garota olhando para nós, eu nem liguei já foi encoxando minha noiva e comecei a se esfregar também em suas coxas e bunda. Minha noiva já não se aguentava de tanto tesão e desabotoou sua calça de lycra e com imensa dificuldade se contorcendo toda conseguiu abaixa-la até o joelho e se ajoelhou no banco, quando vi aquela bunda branquinha e linda virada pra mim, abaixei e cai de boca chupando e lambendo cú e buceta que já tava derretendo de tesão. Foi quando ...
«123»