1. Nossa Estória – 87 Flagra da Policia


    Encontro: 11/05/2017, Categorias: Exibicionismo, Fetiches, Heterossexual, Masturbação, Autor: Marido.liberal, Fonte: ContoEroticoComBr

    Depois de toda a confusão do ano de 86 nosso namoro passou por uma fase mais tranquila, no inicio de 87 tivemos uma aventura exibicionista no aniversario de namoro, e então as coisas voltaram a acalmar. Maria tinha um gozo difícil e uma certa dificuldade de lubrificação, por isso eu sempre estimulava muito ate ela quase gozar, ou ate mesmo fazia gozar antes de penetrar, muitas vezes ficava so na masturbação, meu maior prazer e ver ela gozar. As vezes quando eu estava mais afoito ate formavam bolhas nos grandes lábios Nao perdíamos o habito de namorar a noite no carro a beira mar, só que “nossa praia” já nao era mais tão deserta, passou por obras de urbanização quando foi construído um calçadão, os carros nao tinham acesso para a praia, o acesso era feito por ruas de pedestre com calçamento de terra. Eu conhecia um cantinho que dava para passar com o carro e circular por cima do calçadão, parávamos embaixo dos coqueiros no mesmo lugar de sempre. Mais de uma vez fomos flagrados por pessoas que passeavam pela calcada, que ainda nao tinha iluminação, nao nos importávamos muito pois sempre passavam rápido, embora meu carro não tivesse vidros “filmados”, o local era bem escuro. Uma vez, numa lua cheia, eu estava completamente vestido só com minha calca aberta e ela já estava completamente nua, deitada no banco reclinado do carro, as pernas abertas e os pés apoiados no painel, eu ajoelhado entre suas pernas sugava seus seios enquanto enfiava dois dedos na sua boceta, percebi um ... movimento na calcada ao lado do carro mas nao quis parar, ela estava quase gozando, continuei a masturbação e quando ela finalmente gozou, com um gemido mais alto, escutamos batidas na janela e duas lanternas nos iluminaram uma em cada lado do carro, levamos um susto, eram dois policiais (nunca tinha visto nenhum policial ali), os dois altos e fortes, um com cerca de 45 anos na janela dela, e outro com cerca de 25 anos do meu lado, logo os dois focos varreram todo o interior do carro e se fixaram no corpo dela revelando cada detalhe, os policiais pediram para que descêssemos do carro, eu tinha jogado as roupas dela no banco de trás mas nao percebi que tinham caído no chão e o banco estava deitado por cima, nao conseguíamos pegar as roupas, eles insistiam que descêssemos logo, eu nem tinha tirado a calca, mas ela estava nua, descemos assim mesmo, vi os dois com a lanterna na mão esquerda e a direita segurando a pistola dentro do coldre aberto, ela a principio tentou se cobrir com as mãos mas o policial garotão mandou ou dois ficar do lado do carona de frente pro carro com as mãos apoiadas no teto. o Coroa mandou ele revistar o carro pra ver se encontrava algo suspeito, arma ou drogas. Ele olhou no porta luvas no chão da frente, embaixo dos tapetes, levantou o banco do carona viu as roupas dela e empurrou mais pra baixo do banco, vi que pegou a calcinha dela e botou no bolso, baixou de novo o banco e saiu. – Ta limpo comandante. – Revista eles agora soldado O soldado com uma certa ...
«1234»