1. Apaixonado por um Hétero Cap.2


    Encontro: 08/04/2017, Categorias: fofo, Romance, Teens, Paixão, Amigos, História, Homens, Amor, Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Autor: Gustavinho, Fonte: CasadosContos

    Galera, eu peço desculpas mas continuo tendo grandes problemas com meu computador. Quero voltar a escrever mas é ruim pelo celular. Vou escrever pelo celular somente para não ficar muito tempo longe. Espero que gostem. Cap.2 Apesar disso, eu não fiquei triste. Como várias outras vezes na minha vida, ele não era o primeiro nem o último hétero que eu cruzaria. Isso com certeza iria acontecer mais outras vezes. E ao menos poderíamos ser amigos. Assim eu pensava. Ao final de toda a cerimônia do trote, fomos liberados e pudemos nos limpar e voltar para casa menos bagunçados. Enquanto me limpava, olhava para ele, e mesmo sujo ele continuava bonito. - Você vai voltar para casa como ? - ele perguntou. - De ônibus... - Ah é ? E você mora em que bairro ? - Alvorada... - Hum... Pena que não mora mais perto do meu senão eu te daria uma carona... - É sempre assim, nunca tem um amiguinho que more perto pra dar carona kkkk Saí do primeiro dia da faculdade mais animado do que eu imaginava. Havia amado o local, os professores e principalmente as pessoas que estariam comigo. - Até mais - falei, assim que comecei a me distanciar dele. - Até... - e assim fui, mas por algum motivo em nenhum momento no caminho conseguia deixar de pensar nele. Era estranho aquilo. Eu tinha acabado de conhecê-lo, mas ele não saia praticamente em nenhum momento da minha mente - E então, como foi seu primeiro dia ? – minha mãe perguntava, assim que chegava. -Muito bacana... Teve o trote como eu já esperava mas ... foi bem animado... -Que bom que você gostou filho... E conheceu um amigo bacana ? -Conheci... – dizia, pensando nele naquele momento... Pouco tempo mais tarde, cansado, peguei no sono. “Dormia profundamente na minha cama quando escutei uma voz estranha, que parecia vir de dentro de mim. -Porque isso só acontece com você ? – ela perguntava, no meu interior – todos os rapazes que eu conheço uma hora ou outra se apaixonam pelos rapazes certos, aqueles que podem de alguma forma satisfazê-los... Mas você não... É sempre por rapazes héteros... Porquê será ?” De repente então eu acordei com aquela voz soando na minha mente de uma forma estranha e amedrontadora. TEMPO DEPOIS No dia seguinte, fiz basicamente as mesmas coisas de sempre. Acordei cedo, tomei um banho, me vesti bem, comi umas frutas, peguei o mesmo ônibus lotado. E logo cheguei na sala de aula. Assim que cheguei, lá o encontrei, sentado basicamente no mesmo lugar do dia anterior. Com um livro nas mãos, e fone nos ouvidos. -No que você está pensando ? – falei eu, tirando o fone de ouvido dele. Ao me ver, ele sorriu... -Já chegou ? Tão cedo... -Eu sou apressado de nascimento... -Ah é ? – e lá ele ficou rindo... Sabe quando você acha alguém extremamente bonito, a ponto de admirar de forma constante... Assim era eu com ele... Eu não conseguia evitar... Apesar de tudo... As aulas logo começaram. Pela primeira vez os professores começaram a ditar os assuntos. Nada muito diferente do que eu esperava... Anatomia, Histologia, ...
«123»