1. Príncipe Impossível | Cap. 07


    Encontro: 01/04/2017, Categorias: Gays / Homossexual, Gays / Homossexual, Mistério, Drama, Paixão, Amor, Príncipe, proibido, segredo, mudança, Vida, Romance, Detetive, INVESTIGAÇÃO, Autor: The Sculptor ✟, Fonte: CasadosContos

    IMPREVISÍVEL | capítulo sete Se tem uma coisa que não podemos mudar é o passado. É uma das coisas ao qual nós não temos controle então na minha opinião não há o porque de ficar discutindo o passado ou ficar pensando em como as coisas poderiam ter sido ou como deveriam ter sido. É perda de tempo. Aquilo tudo ainda estava em minha cabeça e tudo o que eu precisava era de trabalho. Me afogar no trabalho era a maneira que eu tinha para voltar ao que eu era. No fim das conta acabei ficando o fim de semana todo no apartamento ode Morgan. Ela me conhecia o suficiente para saber que a última coisa que eu queria era falar de mim então o fim de semana foi todo sobre ela. Sobre o encontro que ela teve com Jake. Acordei cedo e ainda nu eu parede de frente a parede com visão panorâmica do meu apartamento que não era nenhum pouco modesto. Abri as cortinas e tive uma bela visão da cidade de Los Angeles. Nem todos podem dizer que tem essa visão. Se eu me encontrasse com o eu de anos atrás ele não acreditaria no tipo de vida que tenho agora. A cama bagunçada atrás de mim tinha lençóis caros, o closet tinha mais roupas do que eu poderia usar um dia. Meu apartamento tinha custado caro e eu pude pagá-lo sem o menor problema. Não vou mentir, tenho uma vida ótima. Fruto de todo o meu trabalho. Quando criança eu passei por dificuldades. Minha família passou por dificuldades financeiras. Quando minha mãe descobriu que estava grávida de mim ela tinha dezesseis anos e meu pai tinha dezessete. Meu ... pai tentou induzir a minha mãe a fazer um aborto, mas ela não quis e quando ele percebeu que ela me teria ele teve que virar homem mais cedo. Ele não chegou nem a concluir o colegial porque teve que arranjar um emprego para cuidar do filho que ele nem queria, mas ele humano e homem o suficiente para assumir suas reponsabilidades. As famílias não os apoiaram. Pelo contrário, eles fizeram de tudo para dificultar. Quando fiquei mais velho eu não conhecia meus avós. Meu pai e minha mãe construíram tudo o que tinha com muito suor e mesmo assim não era muito, mas era o suficiente para viver. Agora eu tinha relógios de outro, correntes de ouro e mais dinheiro do que eu poderia gastar. Eu nunca tive ninguém pra sustentar então eu sempre guardei minhas economias para alguma eventualidade. Deixei aquela linda vista para trás e fui para o banheiro tomar um banho para me preparar para mais um dia. Era segunda feira de manhã é mais uma semana começava. Os cabelos de Morgan voavam em seu conversível. O sol brilhava no alto como qualquer outro dia, mas o de hoje estava mais forte do que de costume. O prédio da Pegasus apareceu logo a frente e ao sairmos do carro o manobrista o levou até a garagem. Morgan e eu caminhamos como de costume até o carrinho de café expresso. - Jake me ligou hoje de manhã – falou Morgan enquanto esperávamos o nosso café. - sério? - sim. Ele me convidou para um almoço e eu disse sim – falou ela sorrindo. - você está se jogando de cabeça mesmo hein? – falei feliz por ...
«1234...8»